Porque da bancada só tás a meio metro do banco!
Quarta-feira, 08 DE Junho 2011

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

A partida de ontem (07 de junho) entre Brasil e Roménia marcou a despedida de um dos maiores jogadores que o mundo já conheceu, Ronaldo Nazário de Lima, ou para os mais íntimos, Ronaldo Fenómeno. O estádio não poderia ser mais significativo, o Pacaembu, onde o eterno camisola 9 marcou 21 golos e onde ele foi, segundo o próprio, mais feliz nos últimos dias de carreira.

A noite era de homenagens ao ídolo. Na primeira parte, os adeptos era só festa nas bancadas. Não se ouvia outra coisa durante a primeira parte senão o nome de Ronaldo sendo ovacionado pelos mais de 30 mil espectadores presentes na sua partida final pela selecção. Nem mesmo a forte chuva que caiu minutos antes no estádio estragou a festa.

As homenagens não pararam nem quando o Brasil fez o 1-0 aos 21 minutos por Fred. Na comemoração, todos os jogadores levantaram o dedo da mão direita, lembrando a comemoração que Ronaldo realizava quando marcava. Poucos minutos depois do golo, era chegada a hora tão esperada por todos os Brasileiros. Fred saiu para a entrada de Ronaldo.


Com o camisola 9 em campo, o Brasil mostrou um futebol que não tinha demonstrado nem mesmo contra a Holanda á três dias atrás. Não podia ser diferente, os jogadores jogavam para Ronaldo, para que ele pudesse fazer ao menos um golo na sua despedida. A primeira oportunidade surgiu após uma jogada de Neymar pela direita, que assistiu Ronaldo, mas o guarda-redes romeno Tatarusanu fez uma grande defesa, impedindo o golo.

Na segunda oportunidade, Ronaldo recebeu sozinho na área, mas tentou colocar a bola ao ângulo da baliza mas a bola subiu demais e foi para fora. Aos 42 minutos, um lance que foi uma das marcas registradas de Ronaldo durante sua carreira. O fenómeno aproveitou uma recarga na área e finalizou como muitos avançados ainda em actividade não conseguem, mas a bola parou mais uma vez nas mãos de Tatarusanu, o nome que será marcado na história como aquele que impediu o último golo de Ronaldo.

O fenómeno pode até não ter conseguido marcar durante o seu jogo de despedida, mas levou a bola para casa, assim como o apito usado pelo árbitro da partida, o argentino Sergio Pezzotta. Após o fim da primeira parte, Ronaldo saiu sob aplausos de atletas brasileiros, romenos, árbitro, assistentes e toda a gente presente no estádio. Em seguida deu uma volta olímpica no Pacaembu para só então fazer o seu discurso final como jogador de futebol.

A trajectória do camisola 9 pela selecção brasileira começou ainda quando era miudo, com 17 anos. Numa partida contra a Argentina, em Recife, no ano de 94. Ele entrou para o lugar de Bebeto, aos 35 minutos da segunda parte. Desde então, os seus números pelos penta-campeões mundiais, são 67 golos em 105 jogos, com 74 vitórias, 22 empates e 9 derrotas (exactamente o mesmo número que Ronaldo usou na maioria das partidas que fez com a Selecção). Ronaldo despediu-se em competições oficiais pelo Brasil na derrota no Mundial 2006, na Alemanha, onde o Brasil perdeu com a França nos quartos-de-final.

O Brasil e o mundo testemunhou na noite de ontem a despedida de um ídolo e o nascimento de uma lenda do futebol mundial. Dos melhores de sempre!

publicado por bolaprafora às 14:49
Junho 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
15
18
20
21
24
25
27
28
29
30
Os Comentadores de Serviço
Carlos Costa aka "CARLAO" - Rui Rodrigues aka "PINILHA" - Pedro Cordeiro aka "POLDIM" - Ruben Reis aka "RR"
Visitas...
contador de visitas
arquivos
Posts mais comentados
10 comentários
6 comentários
5 comentários
4 comentários
3 comentários
3 comentários
Mais sobre o Bola pra Fora
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
¿Miguel Reina era bizco?
pepe (kepler laverán).....¿casillista?
Raúl Albiol.....¿Mourinhista?
¿agresión de fernando burgos a siro lópez en torne...
los piperos y valdanistas....¿prefieren a gago?
Grande defensa de Diego López negando auténticamen...
#marcamiente jornalixo desportivo madrileno.....
Diego López, portero gallego de garantías, que no ...
Es duro ser portugués en españa......
cabeça de leitao no camp nou, cabeça de porco no n...
blogs SAPO